Brasil – Sete crianças são vítimas de acidente de trabalho a cada 24 horas


← Voltar para as Notícias




Postado em 13 de junho de 2018 às 10:17


Cerca de sete crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos são vítimas de acidentes graves de trabalho no Brasil a cada 24 horas. De 2007 a 2015, 187 perderam a vida em acidentes de trabalho.

 

Resultado de imagem para trabalho infantilSegundo o Ministério Público do Trabalho, criança que trabalha adoece e morre três vezes mais do que os adultos.

 

A titular nacional da Coordinfância do Ministério Público do Trabalho, Patrícia Sanfelici, explicou porquê crianças e adolescentes são mais suscetíveis a problemas de saúde.

“Uma criança e um adolescente são pessoas em desenvolvimento, portanto, é natural que eles tenham maior disponibilidade para acidentes ou mesmo adoecimento. Veja uma coluna de uma criança não se compara com a coluna de um adulto, então o risco ergonômico, que já um risco bastante forte no trabalho, ele se potencializa muito se o trabalhador é uma criança ou um adolescente. A pele, ela tem uma diferença na absorção de elementos químicos ou poeira antes dos 18 anos, por isso que se diz que a criança e o adolescente são sujeitos em desenvolvimento”

A Constituição Federal veda o trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito anos e qualquer trabalho a menores de 16, exceto o de aprendiz, a partir dos 14 anos. No entanto, dados do IBGE de 2015 apontam que mais de 2,5 milhões de crianças e adolescentes são vítimas da exploração do trabalho infantil.

Eliminar o trabalho infantil é um dos objetivos de desenvolvimento sustentável, estabelecidos pela ONU. A meta é que até 2025 a prática seja erradicada do mundo.