Entrevias faz parceria com Bosque de Ribeirão Preto para encaminhamento de animais silvestres


← Voltar para as Notícias




Postado em 17 de novembro de 2020 às 15:17


Responsabilidade socioambiental é um compromisso da companhia, que fará o direcionamento no caso de animais encontrados feridos nas rodovias

A Concessionária Entrevias investe em recursos e ações voltadas ao desenvolvimento e manutenção de projetos socioambientais que contribuem para a preservação da fauna e flora, com o objetivo de reduzir ao máximo possíveis impactos decorrentes da consolidação do negócio, como, por exemplo, os atropelamentos nas rodovias. Por essa razão, firmou um convênio com o Bosque e Zoológico Fábio Barreto de Ribeirão Preto, que será uma importante rede de apoio para o recebimento de animais silvestres feridos e encontrados nas rodovias sob concessão da empresa – um total 299 quilômetros, eixo rodoviário de Bebedouro a Igarapava.

O objetivo da parceria com o Zoo será possibilitar o tratamento e a reabilitação adequados à fauna silvestre, com a expertise de profissionais habilitados, e, ainda, com a chance de conseguir com que sejam reintroduzidos na natureza e em seus habitats. Em contrapartida, a Concessionária fará a doação de insumos que serão utilizados no dia a dia e manutenção das atividades do local.

Diariamente, cerca de 200 câmeras de monitoramento observam o trecho sob concessão e rotas de inspeção de tráfego circulam pelas rodovias, acionando diferentes recursos operacionais sempre que necessário, como a apreensão de animais, por exemplo, que é feita com uma viatura específica para esse tipo de ação. Informações sobre a presença de animais também chegam por meio do 0800 da empresa, que imediatamente aciona uma equipe para ir até o local e retirar o animal da pista, evitando riscos a ele e aos usuários de rodovia. No caso de animais silvestres que forem encontrados feridos, a empresa fará a captura e transporte direcionando-os até o bosque. No trecho sob a gestão da companhia, quando se constata a presença de animais silvestres, é mais comum casos de capivaras, gambás, lobos-guará e, em menor proporção, onças-pardas.

Segundo o médico veterinário do bosque, César Henrique Branco, em 2016 o Bosque/Zoo ganhou um hospital veterinário dedicado ao tratamento e reintrodução de animais feridos. Assim, os animais que chegam ao local são atendidos e passam por avaliação no programa “Uma Nova Chance”, pelo qual é feito o resgate, reabilitação e soltura.

“Os animais silvestres que chegam ao local primeiro são identificados, passam por atendimento veterinário, reabilitação, e, se for possível, fazemos a soltura mais adequada a cada caso”, explica.

César explica que recebem animais silvestre feridos e/ou resgatados do IBAMA, Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros.

“São poucos os animais que ficam no bosque, geralmente os que não têm condições de sobreviver se reintegrados ao habitat, ou com algum tipo de mutilação ou, ainda, pela idade. Temos também parcerias com outras instituições e cidades para onde podem ser levados”, completa.

Atualmente, o Bosque/Zoo tem cerca de 700 animais.

Recolhimento de animais e parcerias

Conjuntamente, a Entrevias também desenvolve ações educativas com usuários de rodovia, reforçando sobre a necessidade de avisar a empresa em caso de animais na pista e sinaliza as rodovias com placas indicativas sobre a presença deles nas proximidades das vias.

“A companhia busca maneiras de encontrar equilíbrio mesmo em meio às expansões do negócio, pensando em maneiras de mitigar os impactos. O meio ambiente precisa cada vez mais de ações como essas, para que as rodovias possam conviver de forma sustentável com a natureza e os animais sejam protegidos e resgatados”, afirma Marcelo Danelucci, coordenador de Meio Ambiente.

Parcerias também são estabelecidas com instituições de acolhimento de animais na região, para as quais são enviados animais domésticos e bovinos quando capturados perdidos nas estradas. A captura de cães ocorre sempre que são encontrados sem rumo pela rodovia e com potencial de riscos de acidentes  aos usuários, já que o foco da concessionária é primar pela segurança viária.

Caminho da fauna

No trecho administrado na região de Ribeirão Preto e entorno, a Concessionária cuida de cinco passagens inferiores de fauna silvestre. Todas estão localizadas na SP-322, entre os municípios de Pontal, Pitangueiras e Bebedouro. Esses locais recebem manutenção mensal e acompanhamento pela área de Meio Ambiente da empresa.

Essas travessias são feitas de concreto e com dimensões variadas que permitem a passagem de diferentes tipos e tamanhos de animais silvestres. Além do corredor pelo qual os animais passam há sempre um cercamento de direcionamento que ajuda a induzi-los à passagem correta e não a travessia pela pista.

Telhado de uma casa

Descrição gerada automaticamente