Resgate da Entrevias atende em média, 366 ocorrências por mês


← Voltar para as Notícias




Postado em 26 de outubro de 2020 às 8:28


Equipes de plantão ficam nas bases operacionais nas rodovias e se deslocam para prestar atendimento pré-hospitalar

Ao todo, considerando a malha viária de 570 quilômetros administrada pela Concessionária Entrevias, a engrenagem do atendimento médico de emergência é composta por 160 socorristas, 15 médicos e 15 enfermeiros.

De janeiro a setembro de 2020, na área de Ribeirão Preto e região, foram 2.243 atendimentos de socorro. O montante representa uma média mensal de 249 casos. Na região de Marília, de janeiro a setembro deste ano foram 1.056 socorridos, média mensal de 117 ocorrências. Somando os dois trechos operados, um total de 3.299 atendimentos em nove meses.

Independente da gravidade das ocorrências, desloca-se sempre uma equipe de socorro composta por dois socorristas, sendo um condutor, para verificar a situação e oferecer o atendimento, e, se necessário, é feita a remoção para alguma unidade de saúde. 

Além do socorro prestado às vítimas de acidentes nas rodovias, é recorrente casos de atendimento clínico, que é quando o usuário da rodovia se sente mal e para em qualquer uma das 17 bases de apoio operacional localizadas na malha viária da companhia. Na maioria das vezes, caminhoneiros e idosos que param e solicitam serviços como aferição de pressão arterial. Aproveitam a estrutura oferecida nas bases de apoio, como bebedouro, sanitários e totem de autoatendimento.

Rodrigo Pelicano, coordenador de Operações na São Francisco Resgate, explica que os dois trechos sob concessão da empresa, Marília e Ribeirão Preto, guardam bastante diferenças. Nas bases SAUs do Anel Viário Sul, Anhanguera em Jardinópolis e em Sertãozinho, é alto o fluxo de atendimento causado principalmente por ocorrências envolvendo colisões e choques.

“Principalmente nos horários de pico da manhã e fim de tarde ocorrem com frequência colisões relacionadas à desatenção e ao excesso de velocidade no Anel Viário Sul, com acidentes do tipo engavetamento. Já na Rodovia Anhanguera, rota de muitos caminhões, acidentes normalmente mais graves e que, às vezes, envolvem produtos perigosos e a necessidade de interdições para a retirada de vítimas das ferragens”, define.

Na região de Ribeirão Preto, atualmente as ocorrências mais comuns com vítimas envolvem motociclistas e colisões traseiras com veículos leves.

Contato

Em caso de acidente, usuários que estiverem nas rodovias sob concessão da Entrevias devem ligar para o telefone 0800 3000 333 ou, ainda, acionar a empresa por meio do app Wi-fi Entrevias SOS, gratuito, pelo qual consegue se comunicar com um operador por mensagem de voz, vídeo ou texto. Se avistar algum acidente na rodovia, é fundamental parar o veículo em segurança e acionar o socorro. Caso o usuário não saiba o telefone da concessionária, pode discar também para o SAMU ou Corpo de Bombeiros, que farão a comunicação com a empresa e deslocarão os recursos próprios, se necessário.